quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

RN - Paróquia de Serra de São Bento promove audiência pública para discutir doação de terreno para a construção de santuário religioso

A discussão vem se estendendo há dias. Tudo começou quando o empresário Emanuel Faustino que, em público, assumiu o compromisso de doar parte das terras do seu pai para a construção de um santuário do senhor São Bento, passou a dificultar a transação da doação, segundo representantes da gestão atual.

Nesta quarta-feira (15) populares participaram de uma audiência pública onde foi discutido a questão da doação do terreno onde será construído o santuário do senhor de São Bento.

Para os vereadores Marcos Faustino e Vandevaldo o empresário Emanuel não está dificultando a doação, apenas precisa da documentação exigida pelos termos legais. Alegaram ainda que o Pe. Mário está usando da igreja para promover politicamente o pré-candidato à sucessão do governo municipal Chico de Erasmo.

Já o secretário de turismo, Alex, destacou que o problema não está na doação, mas sim, no tempo estimado pela IBAMA. Disse que se os procedimentos de doação não acontecerem nos próximos dias, o recurso adquirido, cerca 2 milhões, pode voltar e, com isso, inviabilizar a continuidade da obra.

Há poucos dias a obra foi paralisada. Uma denúncia levou o IBAMA ao local que entendeu que havia irregularidades na obra, considerando que havia um crime ambiental. A falta de documentação também seria um problema.

De acordo com o que disse o prefeito Chico de Erasmo, a documentação necessária já está pronta, faltando somente, a documentação da doação.

O prefeito disse ainda que, levando em conta o tempo em que fies religiosos vão ao local, o terreno pode ser desapropriado e se tornar domínio público.

A audiência se encerrou com a garantia do prefeito Chico de Erasmo em dá continuidade a obra, tendo ou não o terreno doado.

Por Júnior Campos
Postar um comentário