domingo, 15 de maio de 2011

Tragédia em Caiçara-PB. Homem descontrolado é reponsável por uma série de assassinatos.

Homem de poucas palavras, de poucos amigos e obcecado. Assim é Gerson Amadeu Ribeiro, de aproximadamente 50 anos, protagonista de uma noite de terror em Caiçara-PB.

Gerson é do município de Campestre, agreste potiguar, vive em Caiçara, agreste paraibano, há alguns anos, onde conviveu cerca de 12 anos com Maglione Florêncio da Silva, 32 anos. Do casal nasceram três filhos. A Maglione em um relacionamento anterior, teve a Widerlandia Silva dos Santos.

O relacionamento conturbado sempre rendeu algumas brigas. Nos últimos anos, as brigas foram intensas, motivadas pelo ciúme descontrolado do Gerson. Tais brigas resultaram na separação de casal há pouco mais de um mês.

Gerson não aceitou a separação e, inconformado com a situação, teria procurado algumas amigas de sua ex-esposa para tentar reatar o relacionamento. Descontrolado, Gerson teria, também, procurado o padre da cidade com o objetivo do pároco convencer a Maglione a voltar com ele.

Na noite do último sábado (14), o descontrole de Gerson foi ao extremo e, de forma impiedosa e premeditada, ele protagonizou uma série de assassinatos que, abalou com a calmaria da cidade de Caiçara-PB.

Eram cerca de 23h30, Maglione dormia em sua residência quando ouviu Gerson chamá-la, ela se negou abrir o portão, o que provocou mais ainda a ira em Gerson. O homem descontrolado forçou o portão e entrou na casa, possivelmente assustada, a ex-companheira teria saído do quarto e vindo ao encontro do Gerson, momento em que sentou em uma cadeira na varanda, foi alvejada na cabeça pode dois disparos de arma de fogo. Sua morte foi imediata. Tomado pela ira, Gerson invadiu a casa e entrou no quarto onde dormia sua enteada, Widerlandia Silva dos Santos (foto/orkut), de apenas 14 anos de idade, e também disparou contra a jovem.

Na casa ainda dormiam os três filhos do casal que, inocentemente não deram conta do que acontecia.

Desequilibrado emocionalmente, Gerson foi até a residência onde estava Elisangela Pedro Soares, 30 anos, amiga confidente de Maglione, e teria a chamado, dizendo ter um assunto de urgência para tratar. Elisângela disse que não abriria a porta e repetindo o que teria feito na casa da sua ex, Gerson arrombou a porta da frente e disparou contra Elisângela. Não houve discussão.

Efetuado os disparos, o acusado voltou para sua casa que, fica a uma casa da última vítima.

A polícia foi acionada e ao chegar ao local encontrou Gerson com um disparo de arma de fogo nas proximidades da garganta efetuado pelo mesmo. O acusado foi detido e encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma na capital paraibana.

Widerlândia e Elisângela foram socorridas para o Hospital Regional de Guarabira, mas, não resistiram aos ferimentos e vieram a óbito.

Segundo informações, para Gerson, as duas vítimas, teriam influenciado Maglione a se separar.

Ouça a entrevista com o Maglielson, irmão da Maglione e tio da Widerlândia.



Por Júnior Campos
Postar um comentário