terça-feira, 27 de dezembro de 2011

PB- Governador Ricardo Coutinho destaca melhoria nos indicadores de segurança

O governador destacou que, apesar de os crimes continuarem ocorrendo, a impunidade reduziu bastante, com o aumento de prisões e resolução de até 60% dos inquéritos – o que foi bastante significativo se comparado a 2010, quando apenas 5% dos crimes tiveram os inquéritos concluídos. “De cada 100 crimes, conseguimos concluir a investigação e mandar para a justiça 60. Isso significa mais resolutividade da Polícia Civil e menos impunidade para os criminosos”, completou. 

Durante o programa “Fala Governador” desta segunda-feira (26), transmitido pela rádio Tabajara, o governador Ricardo Coutinho destacou os avanços na área da segurança pública da Paraíba neste ano de 2011. Segundo ele, o investimento de mais de R$ 7,8 milhões na infraestrutura das delegacias e na compra de viaturas, armas e munições, além da determinação e da resolutividade das polícias, resultou na apreensão recorde de drogas e armas, no aumento da resolução de inquéritos e na redução do número de homicídios este ano. “Isso é algo fundamental para que possamos acabar com a curva ascendente de homicídios registrada nos últimos anos”, completou.

Ricardo prestou contas das ações do governado na segurança, admitindo que o combate à criminalidade é uma das tarefas mais complexas e difíceis da administração – e que ainda precisa avançar muito. Somente este ano, foram inauguradas seis delegacias (4ª Delegacia Distrital de João Pessoa – Bairro do Geisel, Reforma da Central de Polícia de Campina Grande, Delegacia da Mulher em Sousa, Delegacia da Araçagi, Delegacia Regional de Catolé do Rocha e Delegacia de Vista Serrana). Outras três estão prontas para inaugurar: as delegacias de Araruna, de Sapé e de Alagoa Grande.

Em relação aos homicídios, o governador informou que houve redução do ritmo de crescimento dos homicídios neste ano em relação a 2007, 2008, 2009 e 2010. Ele explicou que o número de assassinatos aumentará 7% em relação ao ano passado, mas que ficará bem abaixo da média de crescimento registrada nos últimos três anos, graças aos investimentos e ao eficiente trabalho das policias. “Tivemos acréscimo de 19% de 2007 para 2008; de 21% de 2008 para 2009; e de 25% de 2009 para 2010. É algo estarrecedor. É como se diz no popular: só um time estava jogando. Agora tem dois. Havia liberdade total para a criminalidade. Não é uma crítica, mas os que os números demonstram”, disse.

Municípios – Ricardo destacou que, em relação ao ano anterior, várias cidades da Paraíba apresentaram redução no percentual de homicídios este ano. Ele citou os casos de Bayeux (redução de 19%), Campina Grande (12%), Cajazeiras (29%), Sousa (10%), Guarabira (26%), Alhandra (27%), Pedras de Fogo (19%), Alagoa Nova (60%), Lucena (50%), Caaporã (42%), Pitimbu (15%) e Bananeiras (9%).

Apreensões de drogas – A Polícia Militar apreendeu mais do dobro de drogas este ano, em relação ao ano passado. Foram 542 kg de entorpecentes de janeiro a dezembro, contra 229 kg em 2010. Também aumentou a quantidade de armas apreendidas este ano (1.199) e de prisões, com a realização de 50 operações policiais.

Com Secom-PB 
Postar um comentário