quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

VÁRZEA-RN. “Homicídio foi motivado por discussões políticas”. Diz delegado de polícia.

Uma divergência política entre dois homens pode ter sido a principal causa para um assassinato registrado na cidade de Várzea, agreste do Rio Grande do Norte, na manhã da última terça-feira (15).

O Delegado de Polícia Civil da cidade de Santo Antônio que, também responde pelo município de Várzea, Dr. Everaldo Fonseca, deu detalhes do depoimento do acusado.
 
Dr. Everaldo detalhou que em depoimento o acusado, José de Araújo Ferreira, vulgo Mirandinha, de 51 anos de idade, que foi preso logo após o crime, relatou que há dias vinha sendo provocado pela vítima, Tarso Alves de Rêgo, 37 anos de idade. O acusado disse que na manhã da terça-feira (15) a vítima voltou a lhe provocar; dizendo que pelo fato do seu candidato a prefeito não ter sido eleito nas eleições de 2012, ele, o acusado, estaria na pior e que por isso passaria necessidades. Mirandinha relatou que as piadas foram motivos para uma discussão. “Ele veio para me agredir, foi quando eu saquei da faca e lhe desferi os golpes.” Teria narrado o acusado.

A vítima foi atingida por três golpes de faca peixeira; chegou a ser socorrida para o hospital de Santo Antônio, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

O acusado está em um núcleo de custódia na cidade de Goianinha, aguardando decisão da Justiça para ser levado para uma penitenciária do estado. 

Por Júnior Campos
Postar um comentário