segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Marí vive o início de ano mais violento dos últimos

A coisa está feia. Isso é fato. 

Um a série de homicídios  ocorridos em Marí, na zona da mata paraibana, tem p reocupado a população e  o estado da paraíba. Envolvimento com o tráfico de drogas ou com o  crime, tem levado jovens  aperder  a  vida. Em  quatro dias, a polícia regis trou três homicídios, com  características  de execução.

(Foto: Expresso PB)
O último ocorreu no início da manhã desta segunda-feira (06). Severino do Ramo Soares da Silva Filho,  “Gabiru”, de 22 anos, (foto) foi morto a tiros quando retornva para o presídio regional de Sapé, onde cumpria pena.

Não há informações de investigações. A polícia local está calada. O  delegado, Dr. João Amaro, ainda não expos as providências que estão sendo tomadas para a elucidação dos assassinatos. Não há nenhum planjamento divulgado de combate ao crime organizado que, parece, está campeando no município.

Alguém tem que dizer alguma coisa. 

Até agora só disgraminhas  estão morrendo. Provavelmente alguém será tetemunha uma  hora dessas, e  aí parceiro, os homens  de  bem começarão a ser executados. Não dá para   esperar mais. É necessário que os  representantes políticos realizem audiências públicas, a fim de sensibilizar a  secretaria de  segurança pública do estado a enviar para a região um efetivo que possa elucidar e coibir tais crimes.

Do jeito que  está, não dá  pra ficar.

Por  Júnior  Campos
Postar um comentário