sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

8º BPM-RN. Policiais do destacamento de Passa e Fica reclamam a falta de assistência do governo municipal


Antes que alguém conteste, é bom deixar claro que, prefeito algum tem a responsabilidade de dar assistência logística a destacamento nenhum, e mais, há quem diga que é inconstitucional. Certo?

O que se ver por aí a fora, são reconhecimentos. Em nenhum lugar está escrito que é crime dá suporte, ou mesmo, assistência àqueles homens que, garantem a ordem e a tranqüilidade da sociedade. Não vejo crime algum em disponibilizar uma ajuda alimentícia ao destacamento local, de qualquer que seja o município. Isso não é bola, parceiro, como já disse, é reconhecimento.

Em Passa e Fica, no agreste potiguar, um dia já foi assim. Um dia. Porque agora a informação que recebi é a de que uma ajuda, irrisória, que era disponibilizada pela prefeitura foi cortada.

De acordo com as informações, a prefeitura bancava a alimentação dos policiais que prestam serviços naquele destacamento. Nada demais. O problema é que esta boquinha deixou de ser oferecida. O motivo? Não se sabe.

Soube que o prefeito Pepeu, ficou insatisfeito com a saída do destacamento do centro da cidade. O destacamento usava o prédio da delegacia de polícia civil e agora ganhou do estado um prédio na chegada da cidade, onde passou a funcionar o prédio do destacamento.

O corte na alimentação é uma represália? Não sei parceiro. 

Por Júnior Campos
Postar um comentário