sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Uma grande quantidade de drogas foi apreendida durante operação da PC em Guarabira-PB.

A Polícia Civil cumpriu cerca de cinco mandados de busca e apreensão a armas e drogas e um mandado de busca e apreensão a um menor, acusado de homicídio. A operação que contou com cerca de 30 policiais civis foi desencadeada na madrugada desta sexta-feira (25) em Guarabira, brejo paraibano.

 
Click aqui para ver outras imagens

Durante a operação a polícia apreendeu no Conjunto João Cassimiro 6 tabletes de maconha, que equivalem a 3kg da droga; 1,3kg de crack; 1 balança de precisão; meia garrafa de loló; 1 faca e 1 cachimbo de fabricação caseiro usado no consumo de crack. A droga e o material apreendido foi apontada como sendo de propriedade de Janderson Cardoso da Silva, de 24 anos, vulgo “Janjão”, que foi preso na companhia de Ricardo Wando Alexandre da Silva, de 38 anos. Em depoimento Janjão afirmou que todo o montante lhe pertencia.

Já no Bairro do Nordeste 1, a polícia apreendeu 203 pedras de crack e 46 trouxinhas de maconha, todas prontas para o consumo. A droga foi encontrada de posse de dois menores que, também, foram apreendidos. Os menores foram autuados em flagrantes e serão apresentados  a justiça para as providências cabíveis.

Ainda durante a operação a polícia cumpriu o mandado de busca e apreensão a um menor que, é acusado de homicídio. No mês de julho, Carlos André dos Santos, vulgo Deinha, de 22 anos, foi morto pelo menor com vários tiros. A prova do crime aconteceu dias depois quando o menor foi apreendido com uma arma. O revolver calibre 38, apreendido com o menor, foi levado para perícia e em confronto balístico, foi confirmado que seria a mesma arma usada para assassinar Deinha. Em posse desta informação a justiça expediu o mandado de busca e apreensão do menor que, de acordo com o Dr. Norival Portela, superintendente da 3ª DRCP, será recolhido para o CEA em João Pessoa. 

Participaram da operação o Grupo de Operações Especiais da capital, o Grupo Tático Especial de Itabaiana e o GTE de Guarabira, contando ainda, com a participação de vários agentes de investigação e mais de cinco delegados. Todos com o comando do Dr. Norival Portela, superintendente da 3ª DRPC, que mesmo de férias, coordenou a operação.

As Investigações

As investigações começaram após uma série de homicídios que vêem acontecendo em Guarabira. Recentemente a polícia recebeu a informação de que facções criminosas estariam se articulando para um confronto. Após uma troca de tiros envolvendo criminosos no último sábado (19) no conjunto João Cassimiro, as investigações ganharam corpo e pode ser executada nesta sexta-feira com um saldo positivo, como avaliou Dr. Norival Portela. 

Por Júnior Campos
Postar um comentário