quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Rio – Nem é preso. Policiais bandidos também.

A prisão de um dos principais traficantes do Rio de Janeiro, Nem, nos alertou para uma realidade que já foi exposta nos filmes, tropas de elite. A corrupção e a bandidagem, também estão presentes na polícia. Graças a DEUS há mais policiais do bem do que do mal. É bom dizer aqui que, um número muito pequeno de policiais bandidos não pode denegrir a imagem da verdadeira polícia.

Porém, não podemos nos calar nem tão pouco, deixar de discutir esta realidade que está presente, não só no Rio, mas em todo o país.

Policiais que se juntam à criminosos para praticar crimes e espalharem o terror, já é uma realidade nacional. Daí a importância do serviço de inteligência da PM investigar as práticas criminosas e corruptas que existem dentro da própria polícia.

No caso específico do Rio, Agentes da Polícia Federal prenderam, no início da noite desta quarta-feira (09), policiais que escoltavam traficantes que fugiam da Rocinha, na Zona Sul do Rio. Quatro policiais e um ex-policial foram presos.


Questionado sobre o fato de traficantes estarem sendo escoltados por policiais no momento da prisão, Beltrame lamentou. “Isso é triste, lamentável. Mas é preciso lembrar que temos os policiais que prenderam o próprio Nem. Tenho certeza que esse fato [a escolta] envergonha a todos, mas os policiais de bem também se sentem orgulhosos pela prisão”.

Vale destacar a postura dos policiais que não aceitaram suborno dos amigos do nem. “Primeiro eles ofereceram R$ 20 mil, depois R$ 1 milhão para liberarmos eles”, contou o soldado Heitor, um dos agentes do Batalhão de Choque que abordou o veículo em que o traficante Antônio Bonfim Lopes, o “Nem”, apontado como o chefe do tráfico de drogas da Favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio de Janeiro, estava, na madrugada desta quinta-feira (10).

Recentemente dois policiais estavam envolvidos em uma ação criminosa no TJ do RN.

É preciso que a sociedade que, é responsável pelos salários destes bandidos, não se cale e cobre da justiça severas punições. Quem deveria está cuidando da sociedade e não o faz, não merece misericórdia nem penas leves. Ser expulso da polícia não é nada para estes verdadeiros bandidos. A tolerância precisa ser zero.

Aproveito para agradecer aos verdadeiros policiais que agem em nome da lei e fazem Valer a pena o que pagamos. Conheço muitos homens de bem que estão vestidos com fardas e exercem com amor e dedicação o trabalho. A estes o meu fraterno abraço. Que não se deixem corromper, nem desistam de lutar pela paz e por uma sociedade sem violência. Não importam as brandas leis deste país que, fazem com que “disgraminhas” presos se soltem no outro dia. Continuem, amigos, fazendo este trabalho brilhante e contem sempre com o apoio do mago.

Tamo juntos !!!

Indico as reportagens:

PM prende homem apontado como chefe do tráfico da Rocinha, no Rio



Por Júnior Campos
Com informações do G1
Postar um comentário