sábado, 12 de março de 2011

Dona Inês-PB. “Oposição” passou da conta



Criticar a situação é algo comum para quem faz oposição, talvez por isso, os gestores estejam mais atentos ao que fazem, por saberem que tem alguém sempre vigiando.

Toda crítica, quando construtiva, é louvável e, se faz necessária quando realmente é necessária.

Mas o que ouvi no programa de rádio liderado pela oposição de Dona Inês na tarde deste sábado (12) acredito que extrapole os limites de críticas por parte da oposição. Usar da morte de Caba véi para se promover foi um instante de infelicidade por qual passou um ex-vereador que compõe a oposição.

Claramente o ex-vereador deixou claro que Caba Véi morreu por negligência médica. Disse que o fato do motorista da prefeitura e ex-vereador (caba véi) ter ido ao hospital já passando mal e ser liberado para voltar para casa, foi um ato irresponsável por parte do médico plantonista; acrescentou que nosso amigo só foi transferido para outra unidade de saúde quando não mais havia jeito.

Se aproveitar de um momento tão difícil para a família como este para querer criticar a gestão do Prefeito, não foi nada coerente.

Não estou aqui defendendo a atual administração, até porque não tenho procuração para isto, o que questiono é a forma como a crítica foi posta e a situação usada para tal.

Que o município passa por problemas na área de saúde, isto é notório. Faltam médicos nos PSFs, problema comum para vários municípios; o atendimento até pode deixar a desejar, ‘nada novo’, agora, acusar de negligência a morte do saudoso Caba Véi, me perdoe caro ex-vereador, mas o senhor passou dos limites, como diria um amigo meu, “mijou fora do pinico.”

Por Júnior Campos
Postar um comentário