domingo, 20 de março de 2011

Obamo sugere parceria entre Brasil e EUA



Em ponunciamento ao povo brasileiro neste dmingo (20), que EUA e Brasil não devem ser parceiros "sênior" e "júnior", mas "parceiros iguais".

declaração foi feita no pronunciamento de Obama ao povo brasileiro, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Obama começou o discurso em um clima informal, arriscando-se a dizer "Oi, Rio de Janeiro!", "Alô, cidade maravilhosa!" e "Boa tarde a todo o povo brasileiro!" em um português com sotaque.



O primeiro presidente negro dos EUA agradeceu ao "calor e à generosidade" com que o povo brasileiro recebeu-o e à sua família nestes dois dias de sua primeira visita oficial ao país.

Ele brincou dizendo que "soube que tem um jogo importante de futebol" entre Vasco x Botafogo neste domingo no Rio e que "o povo brasileiro leva o futebol a sério", então agradeceu aos presentes que preferiram prestigiá-lo em vez de ver o jogo.

O democrata lembrou que sua primeira lembrança do Brasil foi ter visto o filme "Orfeu Negro", de Marcel Camus, baseado na peça "Orfeu da Conceição", de Vinicius de Moraes, quando era criança, com sua mãe.

Ele afirmou que sua mãe, já falecida. jamais poderia imaginar que sua primeira viagem ao Brasil seria como presidente dos EUA.

Obama também disse que nunca imaginou que este país era tão bonito, e citou versos da canção "País Tropical", de Jorge Ben Jor, que diz que o Brasil é "abençoado por Deus, e bonito por natureza".

O americano afirmou que viu beleza tanto na natureza como nos grupos humanos brasileiros, referindo-se aos naturais de vários estados, como Rio, São Paulo e Minas.

O democrata chamou a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, de "maravilhosa presidente" e comemorou a oportunidade que teve de conversar com ela na véspera, em Brasília.

Obama disse que queria falar com o povo brasileiro sobre o que os países podem realizar juntos no futuro. Ele lembrou que as origens históricas dos dois países são semelhantes, desde a colonização até a luta contra a escravidão.

O americano lembrou que os EUA foram o primeiro país a reconhecer a independência do Brasil e citou também a atuação conjunta dos dois países na Segunda Guerra Mundial.

"No Brasil, vocês lutaram por duas décadas durante a ditadura, pelo direito de serem ouvidos", lembrou.

Com G1
Postar um comentário