sábado, 6 de outubro de 2012

BELÉM-PB. Coordenadores de campanha da coligação “continua Belém” são acusados por agressão física e outros crimes

(Foto: Conexão  Notícias)
O crime ocorreu no final da manhã deste sábado (06 de Set.) em um trecho da Rodovia PB-073. De acordo com as vítimas que, são pessoas ligadas a coligação “agora é o povo que quer”, os acusados que, pertencem a coligação “Continua Belém”, perseguiram em vários veículos o carro em que as vítimas seguiam e, em um determinado trecho da Rodovia, ultrapassaram o carro ocupado pelas vítimas, fechando-os e provocando um acidente que por pouco, não terminou em tragédia.

Os acusados acreditavam que as vítimas estavam com dinheiro para usar como compra de votos para a candidata da coligação, “agora é o povo que quer”. Porém, a ação foi exagerada, e os acusados, não satisfeitos com a primeira ação, passaram a agredir o jovem identificado como Éricky Rodrigues de Araújo Alustau, que conduzia o carro Spacefox Sport.GII, vermelho, placa NQG 4007 Belém/PB, que  foi abalroado. O espancamento só não foi maior porque a polícia que tinha sido acionada no momento em que a perseguição teve início, chegou ao local e interviu. De acordo com o relato da Polícia Civil, para conseguir conter os agressores o Tenente PM Duarte efetuou um disparo de arma de fogo para o alto. Os acusados ainda teriam tentado efetuar fuga, mas foram pegos pela polícia e conduzidos para a delegacia de Belém.

Constam nos autos que, Marcelo santos silva, Flaubert Almeida lima Espínola, Marcelo Matias da silva e Ricardo Teotônio de melo Araujo, foram autuados pelos crimes que constam nos Art. 138 - Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime; Art. 163 - Destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia:, Art. 129 - Ofender a integridade corporal ou a saúde de outrem e Art. 311 - Adulterar ou remarcar número de chassi ou qualquer sinal identificador de veículo automotor, de seu componente ou equipamento, do código penal brasileiro.

Após pagamento de fiança todos os agressores foram liberados. 

Por Júnior Campos
Postar um comentário