terça-feira, 6 de março de 2012

EXCLUSIVO - Acusado de assassinar brutalmente criança em 2011 no município de Dona Inês tem primeira audiência

A audiência estava marcada para as 08h30 desta terça-feira (06) no Fórum de Belém-PB, mas só teve início por volta das 11h00. Júlio Pereira da Silva, acusado do bárbaro homicídio que vitimou Arthur da Silva Braz, era o mais esperado para a audiência. 

Pais da vítima e testemunhas também compareceram no fórum para serem ouvidos.

Júnior, como era mais conhecido o acusado, chegou em uma viatura tipo gol. Estava na mala do veículo e ao descer, esboçou uma reação de quem pretendia fugir. Foi controlado e dominado pelos policiais que faziam a escolta. Aparência frágil, mas com cara de poucos  amigos. Foi assim que Júnior se comportou  enquanto esteve no fórum  de Belém.

Não foi possível acompanhar o depoimento de Júnior. Na única tentativa que fiz em ter contato com o acusado, Júnior se mostrou agressivo e me atacou dizendo que tirei “onda” com o seu caso. Acusou-me ainda de ter feito comentários indevidos, e acrescentou. “Pensa que vou dá moral pra tu é? Eu sou inocente e tu ficou aí dizendo besteira. Não vou te  dar depoimento (entrevista). Estou algemado ...” O acusado demonstrou o descontrole emocional e só não concluiu a ameaça porque fui orientado a  deixar o local.

Margarida Paulino da Silva, mãe de criação da vítima descreveu o momento em que viu o acusado. “Quando ele estava ainda dentro da viatura, pude ver ele. Os olhos dele parecia de um monstro como que dissesse que tinha mais coisas para fazer com a gente.” Margarida se  referia a uma provável vingança por parte do acusado.

Cícero Bento, pai da vítima, foi curto em suas palavras, apenas pediu justiça.

O  caso Arthur ocorreu  no mês de  Maio de  2011  no município de Dona Inês-PB. No dia 06 daquele mês a criança desapareceu. A última pessoa a ser vista com ele foi o acusado Júnior que fugiu ao ser cercado pela polícia.

Com a ajuda da população no dia 09 Júnior foi preso. Negou a autoria do crime e somente no dia 12 é que  Arthur foi encontrado.

A criança de 7 anos foi morta e enterrada em um sítio da zona rural de Dona Inês-PB.

Relembre todos os detalhes do caso. Click aqui!

Por Júnior Campos 
Postar um comentário