quinta-feira, 24 de maio de 2012

PB - Seca aumenta risco de racionamento de água no Brejo

Parte dos municípios das regiões do Agreste e Brejo corre risco de racionamento devido ao longo período estiagem de registrado na Paraíba. Os reservatórios que abastecem os 41 municípios da Gerência Regional do Brejo apresentam quedas constantes de capacidade e pelo menos dois deles encontram-se em estado de alerta.

Segundo relatório de monitoramento dos níveis dos mananciais feito pela Cagepa a barragem Canafístula II, que abastece os municípios de Solânea, Bananeiras, Araruna, Cacimba de Dentro, Dona Inês, Campo de Santana, Damião, Riachão e os distritos de Bola e Logradouro encontra-se com 47,9% de sua capacidade que é de 4,1 milhões de metros cúbicos de água. A previsão da empresa é que o abastecimento entre em colapso no próximo mês de outubro, se as chuvas não vierem.

O mesmo relatório aponta situação preocupante para os municípios de Belém, Caiçara, Logradouro e os distritos de Rua Nova, Riachão e Braga, abastecidos pela Lagoa do Matias. O último levantamento aponta que o reservatório está com apenas 36,7% de sua capacidade que é de pouco mais de 1,2 milhões de metros cúbicos. Segundo a Cagepa o abastecimento pode entrar em colapso em agosto desse ano.

A gerente regional da Cagepa, Eulina de Lima Dantas Bezerra, disse que a situação é preocupante e convocou a população a fazer o uso racional da água. “A falta de chuva é a principal causa dessa situação preocupante para todos nós. Faremos o que estiver ao nosso alcance para minimizar o sofrimento das pessoas. Entretanto, a colaboração das pessoas economizando água nas atividades domésticas e evitando o desperdício é fundamental”, falou a gerente.

Ainda essa semana, técnicos da Cagepa irão se reunir para discutir a possibilidade de iniciar um racionamento nas localidades onde apresentarem maior risco de colapso. Também não está descartado o uso de carros pipa para abastecer comunidades com maior dificuldade de acesso á água.

Outros mananciais

Brejinho – Abastece a cidade de Juarez Távora e está com 78,4% que é de 789 mil metros cúbicos.

Canafístula I – Abastece o município de Pirpirituba e encontra-se atualmente com 72% da capacidade total que é de 4,6 milhões de metros cúbicos.

Duas Estradas – Abastece as cidades de Duas Estradas, Serra das Raiz, Lagoa de Dentro,  e Sertãozinho está com 93,4% da capacidade de armazenamento que é de 410 mil metros cúbicos.

São Salvador – Responsável pelo abastecimento de Sapé, Sobrado, Mari, Gurinhém, Mulungu, Cajá e Caldas Brandão está com 92,9% da capacidade total que é de 12,6 milhões de metros cúbicos.

Tauá – Abastece Cuitegi, Guarabira, Pilõezinhos e Araçagi está em situação favorável com 84,1% da capacidade que é superior a 8,2 milhões de metros cúbicos de água.

A barragem de Araçagi, concebida para melhorar o abastecimento de água de Guarabira e seu sistema ainda não está em operação por falta de adutora. A obra de construção da adutora deverá ser retomada ainda esse ano. Dos mais de 63 milhões de metros cúbicos de sua capacidade, a barragem de Araçagi está com 96,7% de água acumulada.

Com Assessoria
Postar um comentário