domingo, 20 de maio de 2012

COM DETALHES - Em um dia de cão; duas ações criminosas deixaram 4 pessoas feridas a bala na cidade de Borborema

A cidade de Borborema, no brejo paraibano, ficou marcada neste sábado (19) por duas ações criminosas, que teve um saldo de quatro pessoas feridas a bala.

Foto: Mídia Paraíba
Passava das 16h00 quando dois homens armados de revolver tentaram assaltar um mercadinho no centro da cidade de Borborema. A ação criminosa foi frustrada por um policial que estava de folga.

Um policial militar que, por segurança terá sua identidade preservada, lotado na 2ª Companhia/Solânea, residente em Borborema, estava deixando o mercadinho Vida Nova, quando presenciou a chegada de dois homens, em uma moto Honda Broz, usando moletons, em atitudes suspeitas. O militar teria entrado no seu veículo, mas ficado a observar a ação da dupla.  A suspeita foi confirmada quando um dos elementos sacou de uma arma de fogo e anunciou o assalto.

No momento do assalto quem estava no caixa do mercadinho, era o Sargento do Corpo de Bombeiros, Júnior, filho do proprietário do comércio. Um dos acusados teria ordenado o outro a segurar o militar. “Ele se aproximou de mim e pediu a chave do carro e a carteira. Entreguei o que ele pedia, mas em seguida aproveitei um momento de distração do criminoso e saquei a arma.” Contou o Militar.

Foi nesse momento que se iniciou uma troca de tiros. A investida dos criminosos só não foi maior porque a arma falhou. Um dos acusados, o menor de idade E.D.S.S. de 17 anos, residente na Rua São Benedito, no Bairro Jeremias, em Campina Grande-PB, foi alvejado por dois disparos, sendo um no braço e outro no peito. O segundo criminoso que estava com o SGT Júnior, fez a vítima refém e caminhou alguns metros com a arma apontada para sua cabeça. Depois o acusado liberou o SGT Júnior e passou a usar o filho do prefeito Rei, identificado apenas como Rubens, ordenando que o refém dirigisse o veículo Polo, de cor branca, para fugir. Uma terceira pessoa teria se oferecido para ir no lugar do filho do prefeito. A troca foi feita e a fuga teve início.

Na cidade de Borborema há vários policiais, além disso, estava havendo um evento festivo envolvendo militares. A companhia de Solânea foi toda mobilizada, policiais de folga que estavam na cidade se juntaram e uma grande perseguição teve início.

O acusado exigiu que o condutor do Polo, tomado por refém, fosse sentido Solânea. Ao se chegar à Churrascaria Boi na Brasa, saída de Bananeiras para Solânea, havia um cerco policial e o acusado abandonou o veículo, tentando mais uma vez, empreender fuga. Houve uma nova troca de tiros e o acusado, menor de idade, J.S.P. 17 anos, residente na Rua Bela Vista no baixio de Solânea, também foi alvejado com um disparo de arma de fogo em uma das pernas.

Os dois acusados, feridos a bala, foram socorridos para o hospital de Solânea. O menor alvejado em Borborema foi levado para o hospital e em seguida conduzido para delegacia onde prestou depoimento. O menor residente em Solânea, foi socorrido para o Hospital de Trauma em Campina Grande.

(Foto: Mídia Paraiba)
Em depoimento o menor, residente em Campina Grande, contou que conheceu o outro acusado em uma festa na cidade de Campina Grande. Os dois trocaram telefones e na semana passada, combinaram para se encontrar em Solânea e planejarem ações criminosas na região. 

A polícia descobriu que a primeira ação criminosa da dupla, ocorreu na noite da sexta-feira (20). A dupla tomou por assalto a moto Honda Broz, cor vermelha, placa  NPV 2383-PB. A mesma moto utilizada na tentativa de assalto na tarde deste sábado em Borborema.

À nossa reportagem, o menor residente em Campina Grande, disse ter passagem pela polícia por porte ilegal de arma e, que é responsável por alguns crimes em Campina Grande.

O menor residente em Solânea é irmão de Maumau, morto em 2011, no município de   Casserengue-PB, após realizar um assalto.

O delegado de polícia civil, plantonista e titular de Solânea, Dr. Danilo, autuou a dupla, por violação de diversos crimes; Tentativa de homicídio, tentativa de roubo, sequestro e porte legal de arma. O delegado acrescentou que solicitou a internação dos menores no lar do garoto em Campina Grande.

A polícia recuperou a moto roubada na noite da sexta-feira e apreendeu a arma utilizada na ação pelos criminosos; um revolver calibre 32, com seis cápsulas deflagradas.










O caso será entregue a justiça.

A ação da polícia foi coordenada pelo Tenente PM Queiroz, com a participação do Major PM Sinval, lotado no 2º Batalhão PM, em Campina Grande.

O soldado que frustrou a ação criminosa foi elogiado pelos oficiais, bem como todos os militares que participaram da ação.

Outra ação criminosa

A polícia ainda trabalhava no Fechamento da primeira tentativa de assalto quando recebeu o comunicado de uma outra  ação criminosa, também em Borborema.

Já era noite quando dois homens em uma moto Honda Fan, de cor preta, chegaram ao posto de combustível Nossa Senhora do Carmo, localizado na Rua Sebastião Barbosa de Sena, na entrada da cidade de Borborema/PB. Um deles se aproximou do frentista, identificado apenas como José, e anunciou o assalto, enquanto o segundo ficou na moto dando apoio a ação.

O frentista teria reagido ao assalto, iniciando uma luta corporal com o bandido. A vítima foi atingida por um disparo de arma de fogo. Uma terceira pessoa que estava nas proximidades do posto de combustível, também foi atingida por uma bala perdida.

Após a confusão os criminosos empreenderam fuga. Não há informações se alguma quantia foi levada.

A polícia empreendeu diligências, mas até o fechamento da matéria, sem sucesso.

Por Júnior Campos
Postar um comentário