segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Deu no blog da Vera Magalhães, Folha de São Paulo. Coutinho leva a Dilma dossiê contra adversário

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), aproveitou encontro com a presidente Dilma Rousseff, na semana passada, para fazer um relato da situação que diz ter herdado de seu antecessor, José Maranhão (PMDB).

Coutinho divulgou balanço no início do ano apontando um rombo de R$ 1,2 bilhão nas contas do Estado. Também foram encontrados cerca de mil servidores fantasmas, entre eles 71 mortos.

Segundo governadores do Nordestes presentes ao encontro em que o pessebista falou sobre o assunto com Dilma, a presidente prestou atenção nas acusações feitas pelo aliado, tomou nota e "foi fechando a cara" à medida que ouvia.

Maranhão foi indicado pela cúpula do PMDB para ocupar uma das vice-presidências da Caixa Econômica Federal, responsável por administrar as rentáveis loterias -- área que colecionou escândalos num passado recente, como o caso Waldomiro Diniz.

Com o dossiê, Coutinho quer barrar a indicação do adversário para um posto tão sensível.

Dilma tem dito a interlocutores que não lhe agrada a ideia de atender indicações políticas para bancos e postos técnicos. Com os dados apresentados pelo governador, poderá resistir ao pleito do PMDB para dar espaço ao ex-governador, derrotado no ano passado para a reeleição.


Com Vera Magalhães
Postar um comentário