sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Promotor de Justiça encaminha Oficío à Sec. de Segurança Pública da Paraíba pedindo por uma investigação mais aprofundada no caso Tanta


O promotor de Justiça da Comarca de Jacaraú-PB e Conseklheiro do Conselho Estadual dos Direitos Humanos do estado da Paraíba, encaminhou esta semana um ofício ao Secretário de SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL DO ESTADO DA PARAÍBA, pedindo por uma atenção especial ao caso do Sumiço de Tanta. O deficiente físico está desaparecido desde Junho deste ano.

Veja abaixo a íntegra do Ofício.

"ESTADO DA PARAÍBA
CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS HUMANOS DO ESTADO DA PARAÍBA

(Rua Maximiniano de Figueiredo, centro, João Pessoa-PB)

Ofício S/N /2013-CEDHPB - CIRCULAR Jacaraú-PB, 04 de setembro de 2013

Srª. Ouvidora

Pelo presente, tenho a grata satisfação de dirigir-me à honrosa presença de V. Exª., para relatar e solicitar as devidas providências no seguinte episódio.

Como temos atuação na Comarca de Jacaraú e somos intensamente conhecido na região e esta fica limite com a cidade de Caiçara, no dia de hoje, 04 do mês de setembro do ano calendário – 2013, fomos procurados pelo SR. IVONALDO ANTONIO INÁCIO, brasileiro, filho de Severino Cândido Inácio e de dona Nair Laurentino dos Santos, residente no Sítio Riacho Preto, município de Caiçara, acompanhado de irmãs, sobrinhos, cunhados e pessoas solidárias, o qual nos informou que há cerca de três meses, desapareceu o seu irmão IVANILDO CÂNDIDO INÁCIO, EPÍTETO “TANTAN”, brasileiro, filho de Severino Cândido Inácio e de dona Nair Laurentino dos Santos, quando o mesmo se encontrava numa pescaria com três pessoas num açude daquela zona rural, sendo um adolescente e dois adultos, inclusive, o infante notificou que viu quando os dois adultos ceifaram a existência do “sumido”, mas que infelizmente o feito inquisitório não anda.

Na ocasião informaram o nome da autoridade policial que se encontra à frente das investigações, DR. IVANILDO MORAIS, mas que este, quando a família vai à sua demanda buscar notícias, imediatamente é quem pergunta: Vieram trazer alguma novidade? De maneiras que o informativo não avançou, gerando inavaliável inconformismo na família e em toda região, já que o caso possui grande repercussão em todo o brejo.

Assim, após o humilde relato supra, na qualidade de Conselheiro Estadual dos Direitos Humanos do Estado da Paraíba e aliado à intensa dor da família, diga-se de passagem profundamente humilde, que essa autoridade intervenha na ocorrência, inclusive com designação de um delegado especialmente para a investigação do possível homicídio e ocultação de cadáver, uma vez que o desaparecido era portador de deficiência, e sequer andava, a não ser com ajuda e com dificuldades, de forma que não pode ter ido muito longe, ou melhor, jamais iria embora de sua casa sem ajuda e conhecimento dos parentes.

Finalmente, esclareço a essa autoridade maior da segurança pública em nosso Estado, que estamos enviando expediente similar ao Magistrado da Comarca de Caiçara, ao Ministério Público oficiante naquele juízo, a Ouvidoria de Polícia e Delegado Regional de Guarabira.

Respeitosamente

Marinho Mendes Machado
Conselheiro Estadual dos Direitos Humanos

EXMº. SR. DR.

SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL DO ESTADO DA PARAÍBA


DD. DR. DELAGDO DE POLÍCIA FEDERAL CLÁUDIO LIMA

JOÃO PESSOA-PB."

 Direto do Blog
Postar um comentário