quarta-feira, 4 de setembro de 2013

COM DETALHES - Polícias Civil e Militar prendem acusado de ter assassinado Jairo, Diretor da Cadeia pública de Solânea-PB.



O Bairro da Iputinga integra a 4ª Região Político-Administrativa do Recife (RPA-4), e está localizado a Oeste da cidade que é a capital do Pernambuco. Era nesse bairro que Emerson da Silva Sousa, de 23 anos de idade, estava residindo há alguns meses. Vivendo de forma discreta, trabalhando como servente de pedreiro, Emerson não levantava a suspeita de ser um homicida, acusado de vários crimes aqui na região do brejo da Paraíba. Longe dos olhos da Polícia que o perseguia aqui na Paraíba, o criminoso acreditava está seguro.



Após meses de investigações que foram chefiadas pelo Delegado Dr. Ricardo Sena, sob a orientação do Delegado da 8ª Seccional do Brejo, Dr. Luciano Farias e a contribuição de policiais do 4º BPM-PB, com o comando do Ten. Cel. Valério, Emerson foi apontado como sendo o responsável pela morte de Jairo Neves dos Santos, de 61 anos, que respondia pela Cadeia Pública do Município de Solânea-PB. O crime ocorreu em 22 de Novembro de 2012. Durante as investigações a polícia acabou descobrindo que o acusado também era responsável por outros homicídios registrados na região e tinha participação em vários crimes de roubos.

Tentamos várias vezes pegá-lo, mas ele sempre conseguia escapar. Ele é rápido e ágil, sempre fugiu do nosso cerco e claro, não era nosso objetivo vê-lo morto. Por isso nunca investimos com nossas armas contra ele.” Comentou Pereira, integrante do Grupo Tático Especial da Polícia Civil do Brejo, que participou da prisão do acusado nesta quarta-feira, 04 de Setembro. Emerson foi preso pelas polícias Civil (GTE-Brejo) e Militar (Guarnição do comando 4º BPM-PB), com a colaboração de policiais civis do Pernambuco.

Dr. Luciano Soares, relatou que durante as investigações outras pessoas foram identificadas como tendo envolvimentos em crimes que estão ligados ao Emerson. “Algumas já estão presas.” Frisou o delegado citando os nomes de Zezinho de Bananeiras, Adriana Raposa e Enéias. O seccional disse que as investigações continuam, porque segundo ele, ainda há outros envolvidos a serem identificados e presos. Dr. Luciano ainda destacou que, embora muito jovem, Emerson é temido por outros criminosos.

Desde as primeiras oitivas, as investigações já apontavam para o Emerson como sendo o autor do crime que vitimou o Jairo.” Declarou o Delegado que chefiou as investigações, Dr. Ricardo Sena. O Delegado disse que a partir da certeza da autoria do homicídio, cuidou de pedir pela prisão temporária e pela preventiva. O delegado acredita que a motivação do crime esteja ligada a atividade profissional da vítima.

O Comandante do Batalhão do brejo, Ten. Cel. Valério, lembrou que a ação com resultado positivo só aconteceu porque as polícias trabalharam juntas com o único propósito de tirar de circulação, este perigoso assassino.

Emerson não quis conversar com a imprensa, disse que se pronunciaria apenas na frente do Juiz e repetidamente, pediu para se afastar dos repórteres. Seu aspecto tranquilo e em momentos, até risonho, não condiz com o homem violento que ele é.

Além do mandado de prisão expedido pela comarca de Solânea que foi cumprido nesta quarta, Emerson tinha um mandato de prisão em aberto da comarca de Guarabira. O acusado já tirou cadeia por porte ilegal de arma e teria deixado de cumprir com o benefício do semi-aberto.

A polícia civil deve relatar, ainda esta semana, os eventos criminosos em que o preso esteve envolvido.

Direto do Blog
Postar um comentário