sábado, 1 de dezembro de 2012

RIACHÃO-PB. Projeto do governo municipal deve atender necessidade de água no assentamento do seixos. Poço construído oferece água doce.

A estiagem prolongada que castiga a maior parte da região nordeste, também atinge o município de Riachão, que está localizado na microrregião do curimataú paraibano, há cerca de 110 km de distância da capital.

É em meio a uma paisagem típica da região, onde a vegetação seca predomina, e apenas as algarobas, os cactos e os juás se destacam, que poços estão sendo construídos para tentar saciar a sede de moradores do município que sofrem com a escassez da água.

No assentamento seixos, que fica há pouco menos de seis quilômetros da sede do município, um poço já está em fase final de construção e para a surpresa de todos; a água encontrada a pouco mais de 10 metros de profundidade, é de boa qualidade, podendo ser consumida por seres humanos.

O prefeito do município, Naldo, destacou a importância da obra. “Como estamos em um período de escassez de água, uma obra como essa vem ser muito importante, principalmente por oferecer água de qualidade, água doce, o que parecia ser impossível. Basta olhar em voltar para você entender que encontrar água doce aqui é mesmo um milagre de Deus. Considero que essa é uma rica obra, por garantir o fácil acesso à água pelos animais e mais ainda, pela comunidade.” Pontuou o prefeito.

Seu Valdemir Cândio de Araújo, de 66 anos de idade, residente na localidade desde que nasceu, contou que o descobrimento da água doce vem em um momento especial onde a estiagem castiga a todos. “Sempre morei aqui e nunca tinha visto nada parecido. Por muitos anos eu cheguei a tomar água salgada, carregada de longe. Hoje bem pertinho de minha casa está este poço com água doce. Isso é uma maravilha. Se isso ti vesse sido feito há algum temo, nós não estaríamos sofrendo, como estamos.” Conversou o aposentado.

O investimento na obra é de aproximadamente dois mil e quinhentos reais para este poço do Seixos; para os outros, o gasto tende a ser menor, em virtude da água está mais próxima do solo. “Os recursos são oriundos do próprio município.” Garantiu o gestor. 

A obra do seixos deve está pronta em no máximo uma semana. As localidades de Baixio e de várzea Grande, também receberão a obra. O prefeito ainda disse que pretende expandir a escavação de poços para toda a zona rural, como uma forma de planejamento para  outros momentos  difíceis como este que a região passa.




 

Por Júnior Campos
Postar um comentário