quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

ARARUNA-PB. Acusados de homicídio no município são condenados a 25 anos de reclusão

Depois de um julgamento que durou cerca de vinte horas, a condenação: Valdemar André de Lima, 35 anos, agricultor, que residia no Conj. Benjamim Maranhão, s/n, Cacimba de Dentro-PB, foi sentenciado a 17 anos de reclusão; quinze por homicídio qualificado e dois anos por porte ilegal de arma; já Marcos Antonio de Assis, 25 anos, agricultor, que residia no Conj. Benjamim Maranhão, s/n, Cacimba de Dentro-PB, foi condenado a oito anos de reclusão, por homicídio qualificado. O julgamento se iniciou na terça-feira (04) e só foi concluído na madrugada desta quarta-feira (05).

O crime ocorreu na noite de 31 de Março, de 2011. Naquela noite, Jarson Manoel de Oliveira Pereira, estudante, de 16 anos, que residia no sítio Guariba, município de Araruna-PB, foi assassinado por disparos de arma de fogo.

De acordo com as informações colhidas no dia do crime, a vítima passava por um bar quando resolveu entrar no estabelecimento. Jarson teria puxado uma faca peixeira e ameaçado algumas pessoas, e ainda teria subido no teto de um veículo, pertencente aos acusados. Valdemar teria sacado de um revolver e efetuado vários disparos contra a vítima que chegou a ser socorrida para o hospital do município, aonde veio a óbito.

Após os disparos, os acusados fugiram da cena do crime em direção á cidade Barra de Santa Rosa-PB em um veiculo Ford Ka, de cor preta, placa MOL 9282-PB.

A polícia empreendeu diligências e uma barreira policial foi montada próxima ao trevo que dá acesso a BR-104. Ao notarem o bloqueio da polícia, os acusados retornaram, mas foram interceptados pela guarnição 1203, comandada pelo Sargento Almir/3ª Cia. que perseguiu os autores do assassinato por uma estrada vicinal. Não tendo como escapar do cerco, o veículo foi abandonado e os dois sentenciados presos. Um terceiro que conduzia o veículo conseguiu fugir, se embreando no matagal. O fugitivo foi identificado como sendo Arnaldo Soares que ainda chegou a efetuar disparos contra a guarnição. O acusado ainda continua foragido.

A polícia encontrou no interior do citado veiculo, uma espingarda calibre 12 com 14 (quatorze) munições intactas, um revólver cal. 38, marca Taurus, com as 6 (seis) munições deflagradas e mais 11 (onze) munições deflagradas; ainda 3 (três) munições de calibre 380 deflagradas e mais 2 (duas) de calibre 32 também deflagradas, bem como uma quantia de 100,00 (cem reais) em espécie.

A justiça determinou que Valdemar cumpra a pena no presídio Serrotão, em Campina Grande e Marcos fique em reclusão na cadeia pública de Araruna-PB.
 
Por Júnior Campos

Postar um comentário