segunda-feira, 9 de julho de 2012

Um político corrupto já nasci corrupto, ou se torna um corrupto?

As vezes fico querendo encontrar respostas para questionamentos de difícil resposta. Apontar o momento certo da entrada da corrupção na vida de um ser talvez seja tarefa para grandes analistas da mente humana e de grandes sociólogos. Mas nada impede que, mesmo de forma leiga, abramos uma discussão.

Nomes de políticos importantes estão constantemente ocupando espaços em importantes telejornais. Acusação de corrupção ou envolvimento em escândalos nacionais, têm sido rotina de alguns representantes do povo.

Sobre o questionamento que intitula este artigo, é bom lembrarmos-nos das nossas atitudes. Vamos pensar um pouco! Quantos CDs e DVDs piratas você tem em sua casa? Quantas vezes comprou bebidas falsificadas? Quantas vezes foi parado por um guarda de trânsito ou policial e, para não ser punido por irregularidades, ofertou uma quantia em dinheiro (Subornou alguém)? Ainda sobre estes questionamentos; quantas vezes seu filho presenciou você, de alguma forma, sendo corrupto?

Bom, nessa paranoia de corrupção, percebemos que em algum momento da nossa vida fomos corruptos, ou de forma direta ou indireta, cooperamos para a corrupção, daqueles que hoje ocupam as páginas principais dos jornais e revistas, aos quais criticamos impiedosamente.

Talvez precisamos estudar a corrupção como se estuda a evolução humana ou a cadeia animal, identificando a importância que cada um (eleitor e político) tem no processo de corrupção.

Esta postagem será uma, das muitas, que estaremos postando sobre corrupção. O momento é bom para discutirmos sobre isso. Essa é uma discussão que parece não ter fim.

Gostaria de saber sua opinião sobre este tema. Envie sua opinião para: jcjuniorcampos@gmail.com. Vou está postando sua opinião aqui no nosso blog. Quer escrever em nosso blog sobre outro assunto? Fique a vontade.

Aguardo seu artigo!

Por Júnior Campos
Postar um comentário