quinta-feira, 19 de julho de 2012

RIACHÃO-PB. TRE-PB rejeita Embargo e Paulo Viana deve deixar a prefeitura nos próximos dias

De acordo com informações obtidas, com exclusividade, pelo blog do Mago, o Tribunal Regional Eleitoral do Estado da Paraíba (TRE-PB) rejeitou, na manhã desta quinta-feira (19), os embargos de declaração opostos contra a própria decisão do plenário no julgamento do último dia 22 de Maio, quando foram cassados os mandatos de Paulo da Cunha (PMDB) e Edvaldo Moura (PSB), respectivamente prefeito e vice do município de Riachão, no Curimataú paraibano.

Com este resultado, tão logo seja publicado o acordão, Paulo Viana deve deixar a chefia do executivo municipal.

O presidente da casa legislativa, Ver. Ciélio (PPS), assumirá a prefeitura por 45 dias, até que hajam eleições indiretas para que novos gestores sejam escolhidos.

Vereador Ciélio disse ao blog que deve desistir de sua candidatura a vereador, mas indicará um nome.

Entenda o caso

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba cassou no dia 22 de Maio/2012 os mandatos de Paulo da Cunha (PMDB) e Edvaldo Moura do Nascimento, respectivamente prefeito e vice do município de Riachão, no Curimataú paraibano. Eles foram condenados por abuso de poder político e econômico e multados em 50 mil ufirs. 

Os dois são acusados de distribuir, entre outras coisas, alimentos, passagens, remédios e dinheiro em época de eleição sem que houvesse lei que regulamentasse a distribuição. Segundo a defesa do prefeito, uma lei de 2002 assegurava os benefícios. No entanto, os juízes eleitorais não encontraram provas documentais no processo.

Por Júnior Campos
Com Informações do TRE-PB 
Postar um comentário