terça-feira, 11 de setembro de 2012

RIACHÃO-PB. Prefeito diz que funcionários públicos do município podem ficar sem os vencimentos salariais de setembro

O débito imediato de uma dívida com o INSS causou um prejuízo de mais de 85 mil reais, dos poucos mais de 131 mil reais, que entrou nos cofres públicos do município no dia 10 deste mês. Foi o que revelou o prefeito do município de Riachão, Naldo (PSB).

Com este débito o prefeito, eleito em eleição indireta, declarou que o pagamento dos funcionários públicos do município pode ser comprometido.

Naldo disse que o ex-gestor, Vereador Dió que, assumiu a chefia do executivo por 30 dias, usou de má fé, quando propôs o pagamento da dívida de uma só vez, considerando que já havia um acordo, onde o débito seria pago em 11 parcelas.

O atual prefeito disse ainda que dessa forma fica impossível pagar aos fornecedores, uma vez que depois do débito para o INSS, a dedução da saúde e do FUNDEB, mais o pagamento da ENERGISA, restou nos cofres da prefeitura, apenas R$ 491 reais (Quatrocentos e noventa e um reais).

Os vereadores do município podem, também, ficar sem receber os vencimentos salariais. O prefeito disse que entre pagar os vereadores e os funcionários, é preferível que se pague aos funcionários. O gestor vai aguardar a entrada dos recursos do dia 20.

O chefe do executivo determinou que apenas os veículos da saúde e da educação, sejam abastecidos.

Por telefone o atual presidente da casa legislativa, Vereador Dió, disse que sua assessoria trará um raio X da situação atual do município. A Talismã FM, deve divulgar ainda esta semana o posicionamento do ex-gestor Dió.

Por Júnior Campos

Postar um comentário