domingo, 19 de agosto de 2012

TACIMA-PB. Saneamento básico é um dos desafios para município

O município de Tacima, no curimataú paraibano, é um dos muitos que vivem o problema da falta de saneamento básico. Ruas alagadas com esgoto a céu aberto, escorrendo para reservatório de águas; fezes e urinas expostas são cenas comuns na cidade de aproximadamente 4.500 habitantes (Censo 2010).

Mas essa não é a única preocupação. A falta de políticas públicas para o saneamento básico, afeta diretamente outras áreas, como a do meio ambiente e, mais preocupante ainda, a da saúde. 

Segundo dados do Censo 2010, divulgados pelo IBGE, a maior carência do país na área de serviços públicos e infraestrutura continua a ser em saneamento básico: apenas 55,4% dos 57,3 milhões de domicílios estavam ligados à rede geral de esgoto. Já 32,9% ou não tinham saneamento básico ou usavam soluções alternativas (como o despejo em rios, fossas rudimentares etc) tidas como inapropriadas. Estavam nessa situação 18,9 milhões de domicílios brasileiros. 


Em Tacima a população reclama da fedentina que está presente em várias Ruas, em consequência de esgoto exposto. Na  saída de Tacima para Araruna, nossa reportagem registrou tubulações que desgotan para dentro de um reservatório de água que fica na propriedade de um ex-prefeito do município. Informações dão conta de que o reservatório é uma das principais fontes de água para quem vive em conjuntos próximos  dalí. A pesca, mesmo com a água condenada, imprópria para o consumo, é praticada, e famílias se alimentam de peixes pescados ali. Problemas como este deixa a saúde da população comprometida e o meio ambiente prejudicado. 

De acordo com profissionais da área de Saúde, no Brasil, existem mais de 100 doenças causadas pela falta de saneamento básico, entre as quais cólera, amebíase, vários tipos de diarréia, peste bubônica, lepra, meningite, pólio, herpes, sarampo, hepatite, febre amarela, gripe, malária, leptospirose, e outras mais.

Santo Antônio e Espírito Santo, municípios localizados no agreste do Rio Grande do Norte e Cacimba de Dentro, no curimataú paraibano, também vivem a mesma situação. A falta de políticas públicas para o saneamento básico castiga a população destes municípios que, no primeiro semestre deste ano receberam a reportagem da “Talismã  FM” que in loco, denunciou a problemática.

Santo Antônio-RN

Espírito Santo-RN

Cacimba de Dentro-PB

O problema que se estende há anos parece não ter fim. De acordo com informações disponibilizadas pelo DivulgaCand2012, de responsabilidade do TSE, nos planos de  governos apresentados pelos candidatos a prefeito em alguns municípios, não há propostas concretas de soluções para este problema, apenas as já existentes, o que não é suficiente para resolver a problemática. 

Enquanto nada é proposto para resolver o problema da falta de saneamento básico, a população tacimense, e tantas outras do país, vão vivendo em meio ao esgoto.

Veja imagens de Tacima-PB



Esgoto que é  despejado em Açude


Por Júnior Campos
Postar um comentário