sexta-feira, 24 de agosto de 2012

AREZ-RN. Fugitivo de Alcaçuz de alta periculosidade é recapturado após fazer um homem refém por horas

Um foragido da Penitenciária Estadual de Alcaçuz identificado como Rosiel Luiz da Silva, o Dadão, manteve ontem uma pessoa como refém na comunidade de Mundo Novo, município de Arez, por mais de 12 horas. O refém, Geovani Figueiredo Silva, de 29 anos, foi libertado por volta das 21h de ontem, após negociação com a Polícia Militar e com o juiz Cleanto Pantaleão, da comarca de Arez. Dadão, que estava armado com uma espingarda calibre 12, exigia a revogação de sua pena para libertar o refém, além de um carro para a fuga. Embora tivesse libertado o refém ás 21h10, Dadão só foi retirado da casa às 00h15 de hoje, quando já tentava fugir do cerco.

O cárcere privado começou por volta de 09h00, por conta da chegada da polícia na comunidade de Mundo Novo. Uma ligação anônima de uma mulher informou que havia um fugitivo de Alcaçuz em Mundo Novo. Quatro policiais se dirigiram para lá e, quando chegaram, encontraram  Rosiel Luiz da Silva do lado de fora de uma casa de taipa, de cerca de sete metros quadrados no tamanho, e de cor branca. Rosiel entrou dentro da casa e passou a manter o proprietário como refém. Segundo informações, trata-se da mesma casa onde Rosiel estava hospedado. O dono tem transtornos mentais.

Os quatro policais dispararam tiros para cima na tentativa de intimidar o fugitivo. Sem sucesso. O reforço policial foi chegando e foi organizado um cerco ao local do cárcere privado. Neste momento, os policiais e o fugitivo se limitavam a trocar ameaças. A negociação foi iniciada às 16h, a partir do major Tavares, que conseguiu começar a ganhar a confiança do fugitivo. Dadão exigia a presença do juiz Cleanto Pantaleão para acertar a revogação de sua pena, que é de 48 anos.

No momento das negociações, uma moto com dois homens, sendo um menor de idade, foi até o local para tentar contato com o bandido. Percebendo à distância a ação da Polícia, os homens deram a volta e seguiram e fuga. Os dois foram detidos. Segundo informações da polícia, eles haviam realizado um assalto no dia anterior e eram uma espécie de reforço para o fugitivo. Os detidos são Clóvis Soares Silva, de 22 anos, e um adolescente de 15 anos.

Ao juiz,  Rosiel Luiz da Silva pediu um carro como condição para libertar o refém. O juiz se retirou em seguida, julgando que sua presença não era mais necessária. Posteriormente, o advogado do fugitivo chegou e após falar com o seu cliente, pediu 45 minutos para tomar uma decisão.

Pouco depois das 21h, o refém foi libertado do cárcere privado. Até o fechamento desta edição não há informações acerca do que aconteceu com o fugitivo.

Fugitivo

Rosiel Luiz da Silva, o Dadão, fugiu da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na madrugada do dia 26 de junho passado. Ele escapou com mais dez bandidos naquela ocasião. Os homens escaparam do Pavilhão 3 e de lá, rastejaram até o muro do presídio. Os detentos cavaram um buraco na base do muro e assim conseguiram a liberdade de forma ilegal.

Dadão foi condenado a 48 anos de prisão em 2008 por vários crimes. Ele responde há vários processos instaurados nas comarcas de Arês, Goianinha, Monte Alegre, Nísia Floresta, Parnamirim e São José de Mipibu.

Com Tribuna do Norte
Postar um comentário