quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

SANTO ANTÔNIO-RN. Policial Militar é preso após assassinar namorada em quarto de motel.

Uma discussão seguida de uma agressão física terminou com a morte da advogada de 37 anos de idade,Vanessa Ricarda de Medeiros, natural de Parelhas-RN.

Vanessa Ricarda encontrada morta em motel
(Foto: Arquivo pessoal da família/Cedida)
De acordo com a polícia, funcionários do motel onde a advogada foi espancada acionaram a guarnição depois que escutaram uma discussão do casal. “Eles ouviram a mulher gritando e nós fomos chamados”, contou o tenente Everthon Vinício, do 8º Batalhão da PM, que atendeu a ocorrência.

Ainda segundo o oficial, o PM foi encontrado na área comum do prédio onde funciona o motel. O tenente contou também que Gleyson apresentava sinais de embriaguez e manchas de sangue pelo corpo. “Ele vestia somente um short, que estava todo sujo de sangue”, afirmou.

Ao entrarem no quarto, os policiais encontraram a advogada desacordada e ensanguentada. “O rosto dela estava bastante desfigurado e os objetos do quarto revirados”, relatou o delegado Everaldo Fonseca.

A mulher ainda chegou a ser socorrida por uma ambulância do Samu, sendo levada para a UTI móvel que estava na cidade de Goianinha, próximo a Santo Antônio. “Ela seria encaminhada para o Walfredo Gurgel, mas não resistiu aos ferimentos e morreu”, afirmou o oficial.

Segundo o capitão Fábio Sandrine, comandante do batalhão da PM na cidade de Goianinha, onde o suspeito é lotado, o soldado Gleyson tem sete anos de corporação. "Ele trabalhava na praia da Pipa, mas na semana passada foi transferido para a cidade de Passagem. Só que ele não se apresentou. Hoje de manhã recebemos esta triste notícia que ele havia matado a namorada. Lamentável", comentou o oficial.

Na delegacia o soldado da Polícia Militar Gleyson Alex de Araújo Galvão, de 35 anos, confessou ter matado a pauladas a advogada Vanessa Ricarda de Medeiros, de 37 anos, com quem manteve relacionamento por aproximadamente três anos. Segundo o delegado Everaldo Fonseca, o PM disse que sabe que a matou usando um pedaço de pau, mas não se recorda como o fez.
 
O delegado revelou, inclusive, que o PM, durante o interrogatório, não esboçou qualquer sinal de arrependimento pelo assassinato.

“No depoimento, Gleyson contou que estava com Vanessa no motel quando recebeu uma ligação de uma mulher. Vanessa, com ciúme, perguntou quem era. Então ele disse que se recusou a dizer, o que teria motivado uma discussão entre o casal”, relatou o delegado.

O policial militar está custodiado na sede do 8º Batalhão de Polícia Militar, sediado em  Nova Cruz-RN.

Com G1/RN



Postar um comentário