sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

GUARABIRA-PB. Operação entre as polícias Civil e Militar desbaratina esquema de tráfico de drogas e recaptura foragidos da justiça.

Sucesso total; assim pode se dizer com relação a execução de mais uma Operação Malhas da Lei, desencadeadas pelas Polícias Civil e Militar do brejo da Paraíba. Ocorrida nesta quinta-feira (21), a Operação que, já cumpriu vários mandados de prisão, resultou na recaptura de um foragido da justiça e na prisão de mais três pessoas. Armas e drogas ainda foram apreendidas. Entre os presos, um casal que, é responsável por um duplo homicídio ocorrido em 2012 na capital do Rio Grande do Norte.

(Foto: Nordeste1)
Foi preso durante a operação, Jordânio Gomes dos Santos, 33 anos, que após receber o benefício do regime semi-aberto fugiu de João Pessoa e estava se escondendo no Bairro do Rosário, em Guarabira. O fugitivo cumpria pena na Penitenciária Média, acusado de estupro. Com ele a polícia apreendeu um revolver calibre 22. Em outra investida a polícia prendeu uma mulher identificada apenas como Morgana que se encontrava com um revolver calibre 38 e uma pedra de crack. A polícia acredita que a mulher fosse responsável pelo tráfico de drogas na localidade.

A prisão mais importante foi do casal Anderson Elias do Nascimento, 26 anos e Daniele da Silva Miranda, 25 anos. O casal estava refugiado no Bairro do Rosário após ter cometido duplo homicídio e esquartejamento em Natal no Rio Grande do Norte. O crime ocorreu na madrugada do dia 24 de Novembro de 2012.

Naquela madrugada Lorrana Vicente do Nascimento, a mãe, foi assassinada a tiros. Já a filha, Iasmim Lorrana Nascimentos Santos Lopes, teria sido morta com golpes de faca. As vítimas foram encontradas mortas sobre a cama onde dormiam, dentro de uma residência localizada na Rua Bandeirantes, no conjunto Novo Horizonte, no bairro das Quintas, em Natal-RN. 

O Delegado da 3ª DRPC (Guarabira), Dr. Luciano Soares relatou a reportagem da Talismã FM que o homicida Anderson contou que a criança presenciou todas as cenas de violência contra  a sua mãe, antes de ser morta. 

Anderson já era fugitivo de Alcaçuz desde o ano de 2008 quando recebeu indulto natalino no dia 24 de dezembro e deveria ter retornado no dia 6 de janeiro, mas não o fez.  O casal foi recambiado para o Rio Grande do Norte.

A ação policial foi realizada de forma conjunta, contando com um efetivo de 15 Policiais Civis, sob o comando do Delegado Regional Luciano Soares e do Delegado Ricardo Sena e de 15 Policiais Militares, sob o comando do Cel. Valério.

“Diligencias policiais continuam em curso, com o objetivo de efetuar a prisão outras pessoas foragidas da justiça e envolvidas no tráfico de drogas na região, inclusive no aliciamento de menores de idade para a venda de drogas.” Destaca Dr. Luciano Soares.
  
Por Júnior Campos
Com Nordeste1 e G1/RN
Postar um comentário