domingo, 3 de fevereiro de 2013

BANANEIRAS-PB. Câmara Municipal espera presença do presidente da CAGEPA em sessão especial

Presidente da Câmara Municipal de Bananeiras, PB, o Vereador Ramom Moreira, convidou através de ofício o Presidente da CAGEPA para uma Sessão Especial com a finalidade de debater a situação do abastecimento de água do município, que sente há alguns meses o efeito da estiagem que assola a Paraíba. Hoje a cidade de Bananeiras encontra-se em racionamento e o povoado de Roma, que depende da Barragem de Lagoa do Matias, com parte de seus habitantes sem águas nas torneiras por tempo indeterminado. "Efetuamos o convite e fiz diversos contatos telefônicos com a Presidência da Cagepa, todos sem resposta. Espero que o Presidente respeite nosso povo e venha à Casa Legislativa prestar esclarecimentos. Não podemos aceitar que a Cagepa, detentora do serviço de abastecimento de Bananeiras, concedido através de Lei Municipal, somente se pronuncie para informar que a água acabou", destaca Ramom.

Na visão do Presidente da Câmara, "Bananeiras dispõe de alguns reservatórios que podem auxiliar o abastecimento da cidade nesse período de seca, emergencialmente, atendendo parte da população, o que amenizaria o problema". Outros temas também serão abordados, a exemplo do constante rompimento de canos/adutoras da CAGEPA no centro da cidade, conforme explica Ramom, destacando que além de danificar a via pública, causam transtorno no trânsito. "A hora de recuperar essas adutoras, que são antigas e obsoletas, é essa, pois a cidade passa mais tempo sem água, e a reposição não traria tantos transtornos", frisou o Presidente da Casa Legislativa.

A sessão especial proposta, será oportuna para que os vereadores, representantes dos bananeirenses, possam realizar perguntas e dirimir possíveis dúvidas com relação ao abastecimento do município, além da CAGEPA apresentar suas ações e informar a população local dos investimentos previstos a longo e médio prazo para a região.

Nossa cidade está situada numa região que chove com regularidade, temos água, como pode se verificar na estrutura do antigo abastecimento de água da cidade (Bica do Gato, Bica do Livramento, antiga lavanderia, etc), que pode ser aproveitada para atender nossa cidade e povoados, basta que a CAGEPA, com seus técnicos e especialistas realizem estudos e investimentos, para que possam oferecer soluções a população. Ficar inerte e esperar chover não é a saída mais recomendada para nossa Companhia de águas, finaliza Ramom Moreira, na esperança de que o Presidente da Cagepa atenda o convite da Casa do Povo de Bananeiras.

Com Assessoria
Postar um comentário