sexta-feira, 2 de novembro de 2012

DONA INÊS-PB. Coveiro diz ter autoridade superior a de um delegado da Polícia Civil

Em visita ao cemitério público do município de Dona Inês, no curimataú paraibano, na manhã desta sexta-feira (02), uma cena me chamou atenção. Poféu, com o é conhecido o coveiro, usa uma farda onde está escrito, “DELEGADO COVEIRO”. O funcionário público municipal faz questão de dizer que sua função é semelhante a de um delegado; prender.

O que lhe deixa com autoridade maior ainda é o fato de que uma vez preso pelo poféu, o homem ou a mulher, não será mais solto.

“Te escuto na rádio dizendo que os ‘disgraminhas’ foram presos pela polícia, mas aqui quando prendo o negócio é diferente. Quero ver se soltar. (Risos).” Comentou entusiasmado Poféu.

Outra característica do coveiro é a preocupação pela limpeza do espaço. Poféu tem toda uma atenção quanto a sujeira do cemitério e faz questão de orientar os visitantes a manter  o espaço sempre limpo.

Poféu é sem dúvida uma figura folclórica do município de Dona Inês-PB.

 Por Júnior Campos
Postar um comentário