segunda-feira, 26 de agosto de 2013

PARAÍBA - Trabalho de investigação realizado pela Polícia Civil elucida assassinato de PM em menos de 24 horas

O caso do policial militar assassinado no último domingo (25), em Campina Grande, foi elucidado em menos de 24 horas por agentes da Polícia Civil. A diretoria da Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia da Paraíba (Adepdel- PB) parabeniza os delegados à frente da investigação e enaltece o trabalho de inteligência realizado pelos policiais. As delegadas Cassandra Duarte e Maíra Mendes juntamente com o superintendente Paulo Marcos estão encabeçando a equipe de investigação.

A equipe foi coordenada pela delegada Maíra Mendes e foi composta por quatro agentes e um escrivão. Ainda no local do crime os policiais conseguiram informações sobre o carro no qual os bandidos fugiram, que foram determinantes para dar início ao fio da investigação.  

São policiais experientes. Eles ligaram as informações sobre crimes que já tinham sido cometidos com o mesmo carro na região. A partir daí começou a investigação que levou a prisão de dois menores envolvidos no mesmo dia”, afirma a delegada titular da Delegacia de Homicídios de Campina Grande Cassandra Duarte, lembrando que o trabalho de elucidação do caso durou toda a madrugada e ainda continua pois o atirador está foragido.

Manifesto nossa admiração pelo trabalho empenhado na elucidação deste crime contra um policial militar. Parabéns às delegadas Maíra Mendes e a própria delegada Cassandra Duarte pela urgência em dar um desfecho para essa história triste. Marcando, com louvor mais uma investigação feita pela inteligência da polícia civil”, afirma Cláudio Lameirão, presidente da Adepdel.

Caso

Na tarde do último domingo (25) o Policial Militar Noaldemir Alves Borges, 53 anos, foi assassinado após reagir a um assalto a panificadora Rainha Cruzeiro, localizada no bairro do Cruzeiro, em Campina Grande.

Ascom Adepdel
Postar um comentário