quinta-feira, 29 de agosto de 2013

DONA INÊS-PB. Criança de 12 anos está grávida depois de ter sido abusada sexualmente por um primo de 26 anos

Marcelo Soares da Silva, de 26 anos de idade, natural de Dona Inês, mas residente em São Paulo-SP, confessou à polícia nessa quarta-feira, 28 de Agosto, ter mantido relações sexuais com sua prima, uma criança de apenas 12 anos de idade. O abuso sexual ocorreu há pouco mais de dois meses. A menina está grávida.

O fato teria ocorrido no período junino quando Marcelo estava de férias na cidade. A vítima estaria em uma festa de escola quando foi convidada pelo acusado a lhe fazer companhia. Marcelo estaria indo comprar uma pastilha. Teria sido nessa ocasião que o acusado, se aproveitando da fragilidade da menor de idade, cometeu o crime.

Só agora é que o caso veio à tona. “Ela ficou escondendo de todo mundo e vovó só descobriu porque questionou o fato dela não ter mais menstruado. Aí foi quando ela fez o teste e descobriu que estava grávida. Por isso ela contou tudo.” Foi o que disse uma prima da vítima ao nosso blog. 

A prima da vitima contou ainda que o acusado teria dito que iria para São Paulo, mas que voltaria para viver com ela. “Ele disse: olha não conta para ninguém o que houve, que eu vou para São Paulo, mas volto para viver com você.” Detalhou.

O acusado voltou esta semana à cidade paraibana para depor na polícia. Drª. Paula, delegada de Polícia que responde pelo município disse que devido não haver mais flagrante, o acusado ficará em liberdade aguardando a decisão da justiça. A criança foi encaminhada para a realização do exame de conjunção carnal, para fechamento do inquérito. A delegada declarou ainda que o acusado está indiciado e qualificado e deve responder por estupro de vulnerável; Art. 217 A, do Código Penal Brasileiro. 

 
O que é preciso acrescentar é que casos como este é mais comum do que se imagina. Todos os dias crianças sofrem esse tipo de abuso. Nos fóruns da justiça o que mais há são processos parados, enquanto que os acusados percorrem livremente as Ruas calçadas pelas pedras da impunidade. 

Como querer que vítimas de abuso sexual entreguem os acusados quando não há punição para esses caras?  Vamos esperar a próxima vítima para termos mais uma pauta, tão atrativa como esta.

 Direto do blog
Postar um comentário