quinta-feira, 20 de junho de 2013

CAIÇARA-PB. Menor de idade acusa primo de Tanta como sendo responsável pelo seu desaparecimento

A polícia civil (GTE 3ª/DRPC) em um trabalho conjunto com a polícia militar (Serviço de inteligência do 4º BPM-PB) percorreu na manhã desta terça-feira (18) o caminho que foi percorrido por Nildo, o menor de idade e Tanta, que desapareceu, segundo Nildo, após voltarem de uma pescaria.

A polícia cruzou as informações repassadas pelos dois que estavam com Tanta naquele dia e, para a surpresa dos investigadores, as informações repassadas pelo Nildo que, é primo do desaparecido, não batem com as informações repassadas pelo menor que, mesmo apresentando problemas mentais, segurou a versão de que Nildo teria matado a pauladas o Tanta e em seguida o arrastado para dentro de uma mata.

Ele deu uma paulada e depois arrastou Tanta para ali”. Contou o menor de idade apontando para dentro de uma mata.

Nildo disse que o menor estava criando a história e permaneceu segurando sua versão; a de que os três caminhavam juntos até um ponto onde o Tanta teria se decidido por ir por outro caminho.

Nildo e o menor, acompanhado da mãe, foram levados para a delegacia onde foram ouvidos pelo Dr. Ivanildo, delegado de polícia civil do município. Após serem ouvidos, o delegado decidiu por pedir pela prisão temporária de Nildo, entendendo que em liberdade, o suspeito poderia atrapalhar as investigações. Mesmo com esse entendimento o Nilddo permaneceu em liberdade.

Por dia mais de 40 pessoas fazem buscas na região na tentativa de encontrar algum sinal que leve ao paradeiro de Tanta. As buscam já duram 9 dias.

Por Júnior Campos
Postar um comentário