terça-feira, 18 de junho de 2013

BREJO-PB. Operação São João Seguro apreende drogas, armas, recupera moto roubada e prende quatro pessoas.



Uma operação que contou com a participação de 50 policiais civis, 60 militares e 10 homens do corpo de bombeiros, foi desencadeada na madrugada desta terça-feira (18), nas regiões do brejo e curimataú da Paraíba. 

A operação denominada “São João Seguro” aconteceu, simultaneamente, nos municípios de Dona Inês, Casserengue e solânea, onde houve apreensão de drogas, armas e a recuperação de uma moto roubada. Ao todo as polícias cumpriram 15 mandados de busca e apreensão.

Parte do material apreendido
O superintendente da Polícia Civil que responde pela 3ª DRPC/Guarabira, Dr. Luciano Soares, explicou que as investigações vinham acontecendo há cerca de três meses e que, de alguma, forma, os alvos tinham participação com o tráfico de drogas e o roubo na região. “Essa operação é o resultado de investigações que começaram há cerca de três meses quando passamos a acompanhar as atividades de algumas pessoas ligadas ao mundo do crime. Desencadeamos esta operação agora, por entendermos que as ações criminosas se intensificariam no período junino. Tiramos armas e drogas da sociedade; isso é o mais importante.” Comentou o delegado regional.

Para o Tenente Coronel Valério, comandante do 4º BPM-PB, a operação é uma resposta da polícia para a criminalidade que as vezes se sente em uma zona de conforto. “Essa operação quebrou a zona de conforto daqueles que estão a serviço da criminalidade.” Conversou.

Foram presos, José Salvador da silva, com ele a polícia encontrou substâncias semelhantes a crack e uma quantidade do que pode ser pasta base de cocaína; Joelma do Nascimento, de 27 anos, com quem a polícia apreendeu uma quantidade de maconha; Daniel Soares da Silva, 37 anos, com ele foi apreendid0 um revolver calibre 38, com munições e Tiago Cândido Silvestre, de 20 anos, foram apreendidas duas armas, um revolver e uma espingarda.

Todos foram levados para a delegacia de Solânea e ficarão a disposição da Justiça.

Por Júnior Campos
Postar um comentário